1 1
Turismo rural: Festival Gastronômico "Sabores das Flores"

Com encerramento do módulo 2010 previsto para os dias 01 e 02 de dezembro, o projeto de Turismo Rural, que está sendo realizado em ArujÁ (SP) pelo SANAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) promoveu no domingo, 21, um almoço para demonstrar que as flores fazem muito mais que enfeitar jardins.

Sob a orientação e coordenação de Fanny Paulina, o preparo da refeição foi um treinamento para o Festival Gastronômico - "Sabores das Flores", monstrando que existem muitas flores comestíveis, ricas em vitaminas, que podem ser utilizadas em saladas, para fazer deliciosas sobremesas, além do comprovado poder de cura para muitas doenças e, logicamente fornecedoras de vários sabores de mel, já que são as preferidas por diversas espécies de abelhas.

O encontro dos representantes do SANAR com os alunos do curso de Turismo Rural em Arujá e seus convidados, aconteceu no Sítio Norte, as margens da Estrada de Santa Isabel, cujos proprietários Benedito e Terezinha Rodrigues Norte residem a mais de 60 anos. Vale lembrar que a Família Norte é uma das mais tradicionais e antigas de Arujá. Fixaram-se nesta localidade no início do século passado, criaram os filhos, depois foram chegando os netos e, todos permaneceram na chamada zona rural do município.

A recepção e almoço foram feitos pelo casal José Barbosa e Filomena Norte Barbosa, sendo ela uma das filhas de Benedito e Terezinha.

Entre as delícias oferecidas aos presentes, foi possível provar patê de flor de manjericão, patê de alho, extratos de vegetais, salada jardineira, a qual contou com decoração da flor capuchinha que possui cerca de 10 vezes mais a quantidade de vitamina C que o ser humano necessita diariamente.

Para beber, nada de refrigerantes: suco de frutas naturais, entre eles abacaxi com hortelã, colhido fresquinho no quintal. Para sobremesa musse de maracujá, doce de leite, trufa de uva, mel e gelatina que ganhou sabor de flores.

Segundo esclareceu o casal Gley e Sandra, proprietários da Hípica Chibata Rosa, o curso touxe muitos esclarecimentos sobre como desenvolver o Turismo Rural: "Estamos nos preparando para receber em nossa propriedade as pessoas que querem um local tranquilo para passar um final de semana, que desejam esquecer o estresse diário curtindo a natureza com conforto, tendo convívio com os animais. O SANAR está nos propiciando uma aprendizagem que temos certeza, será de grande valor no empreendimento que estamos estruturando para recepcionar visitantes futuramente", comentam.

Outro sitiante presente, confidenciou que estuda entre duas opções para fazer de sua propriedade um local de recepção a turistas: Ainda não consegui definir se vou atuar com turismo para crianças em idade escolar ou se vou optar por trabalhar com pessoas da Melhor Idade. O que sei, no momento, é que, com as dicas que estou recebendo do SANAR farei da minha propriedade um local para receber turistas. Com isso vou transformar meu sítio em um local que vai propiciar felicidade a muitas pessoas, além de gerar emprego e renda para outras", confessa Geraldo.

Outro inscrito no curso, Aldo Arantes, deverá atuar na área de esporte para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência física. Para tanto, além de utilizar os espaços de outros sitiantes para hospedagem e alimentação, deverá desenvolver um projeto com trilhas e pequenas escaladas.

Apoiadora do Projeto, a professora, ex-vereadora e ex-secretária de cultura e turismo do município, Ana Cristina Poli, se mostrou muito entusiasmada com esta nova prespectiva que se descurtina para Arujá. "Temos uma cidade exuberante e cheia de possibilidade para recepcionar turistas, especialmente as pessoas que moram em apartamentos e nos mais diversos bairros da capital paulista. Aqui as crianças, que só sabem o que é leite de caixinha, poderão conhecer os animais no pasto e verificar como se tira o leite da vaca. Poderão andar a cavalo, colher os ovos de galinha diretamente no ninho e comê-los fresquinhos, irão descobrir cachoeiras, fazer pescaria com seus pais em lindos lagos, entre tantas outras oportunidades que serão oferecidas. Enfim, é um projeto promissor que está descortinando uma nova faceta para gerar emprego e renda em Arujá", conta ela frisando que para que o Projeto seja uma realidade geradora inclusive de renda para o município e seus moradores é preciso que o Poder Público participe.

Mostrando que está dando contribuição e apoio, Ana Poli falou que já possui uma Minuta para o Projeto de Lei que respaldará o projeto que está sendo proposto pelo SANAR. Ela apresentará a Minuta aos representantes da entidade para que seja analisada e feitas as observações que entenderem necessárias, depois buscará o respaldo do Executivo e do Legislativo Municipal.


Fonte: Jornal da Cidade de Arujá
 

Busca:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2022 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda