1 1
ABCSEM revela panorama atualizado do mercado hortícola brasileiro



A Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM) marcou presença na 21ª edição da Hortitec – Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e Culturas Intensivas – que aconteceu entre os dias 28 e 30 de maio de 2014, na cidade de Holambra, interior de São Paulo. Na ocasião, a entidade realizou o lançamento oficial dos novos dados da P
esquisa Socioeconômica da Cadeia Produtiva de Hortaliças no Brasil, analisados e compilados pela ABCSEM, em parceria com a MNAgro Consultoria.

 

Os números foram levantados com base em dados fornecidos pelos associados da entidade, que representam 98% do setor sementeiro do País, e complementados por informações de órgãos públicos e privados, redes de hortifrúti, consultorias, cooperativas, produtores e profissionais experientes do setor. A pesquisa, que tem como referência o ano de 2012, considerou 18 espécies hortícolas: abobrinha, abóbora japonesa, alface, beterraba, brócolis, cebola, cenoura, coentro, couve-flor, feijão vagem, melancia, melão, milho doce, pepino, pimentão, quiabo, repolho e tomate (mercado fresco).

 

De acordo com o presidente da ABCSEM, Steven Udsen, a pesquisa realizada pela entidade tem como objetivo “fornecer subsídios para o setor investir e aprimorar ainda mais a cadeia produtiva de hortaliças no Brasil e, também, valorizar sua grande relevância econômica e social. No comparativo com os dados da pesquisa anterior (2011) é possível perceber que, embora tenha havido pouca variação quanto ao tamanho da área plantada, os índices de produtividade e lucro de comercialização aumentaram, evidenciando que a horticultura brasileira tem investido cada vez mais em tecnologia, profissionalização e qualidade técnica”, ponderou.

 

Cerimônia de Lançamento dos Dados

A divulgação dos dados da pesquisa foi realizada durante a programação da comemoração do 3º ano de atividades da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Segmento de Hortifrutiflorigranjeiros (Pró-Horti), que aconteceu no dia 29 de maio, no recinto da Hortitec. O evento contou com a presença de diversas autoridades locais e do setor, bem como profissionais e estudantes da área, além de demais convidados, dentre os quais: Fernando Fiori de Godoy (PTB), prefeito de Holambra; Clarice Bocchese da Cunha Simm, presidente da Associação Brasileira de Proteção de Cultivares de Flores e Plantas Ornamentais (ABPCFlor); Ivair Monteiro da Silva, vice-presidente da Associação dos Produtores e Distribuidores de Hortifrúti do Estado de São Paulo (Aphortesp); Flávia Maria Sarto, representante da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp); Paulo Honda, presidente do Sindicato Rural de Mogi das Cruzes; Celso Vainer Manzatto, chefe-geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Meio Ambiente (Embrapa); Theo Breg, ex-presidente da Cooperativa Veiling Holambra; Petrus Bartholomeus Weel (PTB), presidente da Câmara Municipal de Holambra; Johannes Maria Van Oene, presidente da Cooperativa Veiling Holambra; Andreas Petrus Van Kruijssen, diretor-geral da Cooperativa Veilling Holambra; e Luciano Vilela, representante do Instituto Brasileiro de Horticultura (Ibrahort), além de outras lideranças do segmento de hortifrutiflorigranjeiros.



Na ocasião, o presidente do Conselho de Ética e Relacionamento Institucional da ABCSEM, Luis Eduardo Rodrigues, apresentou os resultados da pesquisa que contempla informações sobre os volumes e valores de comercialização das hortaliças pelo produtor, atacado e varejo; geração de emprego e gastos totais com mão de obra e insumos agrícolas; além de um panorama sobre a produção e comércio das principais espécies e os fatores que influenciaram diretamente no aumento da produtividade e lucratividade do segmento hortícola. Segundo ele, “a pesquisa é um importante retrato do setor quanto à sua grande relevância para a economia do País e também para a promoção da saúde alimentar entre os brasileiros, cujo consumo de hortifrúti tem crescido nos últimos anos, embora ainda esteja abaixo do mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, ponderou. Na oportunidade, o presidente do Conselho parabenizou a Pró-Horti por sua contribuição para a defesa do setor, com a apresentação de pleitos junto à esfera pública, que refletem as principais demandas legislativas da categoria.  




 CLIQUE E CONFIRA OS DEMAIS DADOS DA PESQUISA DA ABCSEM NA ÍNTEGRA

Busca:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2022 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda