1 1
Dados organizados e atualizados devem fortalecer Olericultura no país

Projeto de levantamento de dados socioeconômicos pretende retratar o setor de Hortaliças no Brasil

O mercado está cada vez mais competitivo no mundo todo. Uma das principais ferramentas de apoio para otimizar o desempenho organizacional nas esferas institucionais e empresariais, relacionadas à qualidade, quantidade e agilidade de suas respostas, são informações organizadas e atualizadas sobre o setor de atuação de cada corporação.

Neste contexto, a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças (CSHORT), criada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio de seu Grupo de Trabalho (GT) de Levantamento de Dados do Setor de Hortaliças, está conduzindo a implementação de um projeto chamado “Estudo do Perfil Socioeconômico da Cadeia Produtiva da Olericultura no Brasil”. O projeto é apoiado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequeno Empresas (Sebrae), membro do GT, que disponibilizou um consultor, especialmente para elaborar termo de referência, que  orientou  na construção do projeto,  e possibilitará o levantamento de dados sobre o setor de Hortaliças no Brasil.

O objetivo é reduzir a deficiência que existe em relação às informações sobre o setor - dados, indicadores e elementos que direta ou indiretamente influenciam na interação e no desempenho dos diferentes elos da cadeia produtiva de Hortaliças – e contribuir para que as potencialidades da Olericultura sejam mais conhecidas, transformadas e exploradas, gerando riquezas, emprego e renda em todo o País.

Dentre as ações do projeto estão previstas: a realização de pesquisa indireta e direta no universo institucional e empresarial; levantamento socioeconômico junto ao principal elo da cadeia produtiva que é o olericultor; a organização de base de dados de âmbitos estadual, regional e nacional; a elaboração e publicação do primeiro estudo sobre a Cadeia Produtiva da Olericultura no Brasil e a difusão dos resultados obtidos em evento com as representações do setor.

A concretização do projeto é de grande importância, pois propiciará a obtenção de ferramentas e de suporte técnico baseados em dados e estatísticas. Eles permitirão à cadeia produtiva uma governança corporativa e gestão fundamentadas no conhecimento. Isto tem como reflexos uma maior eficiência e eficácia nas políticas públicas voltadas para sustentabilidade, competitividade e fortalecimento da Olericultura brasileira.
 
O público-alvo durante o desenvolvimento da pesquisa serão os empreendedores e representações organizacionais da cadeia produtiva da Olericultura em todos os Estados do Brasil. Os benefícios do projeto se estenderão a todas as empresas, profissionais e produtores do setor olerícola do País, além das instituições governamentais, que terão acesso às ferramentas indispensáveis e necessários para uma gestão eficiente e com forte atuação.

O projeto “Estudo Socioeconômico da Cadeia Produtiva da Olericultura no Brasil” é resultado de uma demanda urgente, por dados socioeconômicos recentes e centralizados do setor de Hortaliças, de diversos segmentos da sociedade, e das esferas governamentais e empresariais, representados pela Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças, criada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A Câmara é um elo entre o Governo e o setor privado. E tem como finalidade ser um instrumento democrático e transparente de interlocução com a sociedade, para identificar oportunidades de desenvolvimento, definir ações prioritárias da cadeia e seus relacionamentos com os mercados internos e externos.

A Associação Brasileira do Comércio de Sementes de Mudas e Hortaliças (Abcsem) integra e lidera Grupo de Trabalho de Levantamento de Dados do Setor de Hortaliças da Câmara. A entidade participa ativamente, estando presente nas discussões e comissões técnicas, defendendo e propondo ações de interesse de todos os envolvidos no comércio de sementes e mudas em todo o Brasil. A entidade ainda atua auxiliando na divulgação e difusão do acompanhamento dos resultados do projeto, para associados e o público, em geral.
 

Marcio Nascimento, Consultor de Relacionamento Institucional da
Associação Brasileira do Comércio de Sementes de Mudas e Hortaliças (Abcsem)


 

ArtCom Assessoria de Comunicação
Atendimento à imprensa: (19) 3237-2099
Marlene Simarelli – marlene@artcomassessoria.com.br
Isabella Monteiro – isabella@artcomassessoria.com.br
Daniela Mattiaso - daniela@artcomassessoria.com.br

Busca:
Dólar:
Euro:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2020 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda