1 1
Selo impõe regras rígidas para produtores orgânicos

Cerca de 10 mil produtores trabalham com certificados particulares de agricultura orgânica

Com papel e caneta nas mãos, Joel Fernandes anota todos os detalhes sobre o crescimento das hortaliças. O produtor entrou para o mercado dos orgânicos há cinco anos e sabe a importância de acompanhar a produção. "Se tem alguma praga, se tem que combater alguma coisa, então é tudo anotado no dia a dia desde o plantio até a colheita pra sempre ser tudo controlado", diz Joel.

Os cuidados já renderam ao produtor certificados de instituições particulares que atestam os produtos orgânicos, mas o esforço agora é para receber o selo do Ministério da Agricultura, o prazo que terminava no começo no ano foi prorrogado ate dezembro de 2010.

Atualmente cerca de 10 mil produtores trabalham com certificados particulares de agricultura orgânica, mas uma pesquisa do IBGE mostra que pelo menos 90 mil se consideram orgânicos mesmo sem conhecer as normas para certificação. Foi por essa grande maioria que prazo para a nova lei teve que ser prorrogado, mas é preciso correr, quem ainda usa os agrotóxicos, por exemplo, vai ter que esperar um pouco mais.

"Isso vai depender do estagio que o produtor do estagio onde esse agricultor está. Aquele que ainda usa agrotóxico hoje, em um ano ainda não vai ser suficiente, vai precisar de dois, três anos para se adequar", diz o presidente da câmara temática agricultura orgânica Romeu Mattos Leite.

Mas para ser certificado, as normas são exigentes. "Ele tem que fazer uma produção sem uso nenhum de agrotóxico, nenhum tipo de insumo de síntese química e preservar o meio ambiente, o solo, as nascentes, fazer um sistema de produção sustentável que não vá afetar os recursos naturais", acrescenta Romeu.

O ministério da Agricultura fez até uma cartilha para mostrar as vantagens dos produtos sem agrotóxicos. E o selo vai garantir a procedência dos orgânicos. Nas lojas de produtos naturais a novidade é bem vinda. Valdeci da Silva entrou para o mercado há dez anos, hoje ela mostra que alguns alimentos já mostram a certificação de orgânicos, mas reconhece que a maior dificuldade é garantir aos consumidores a procedência de alguns produtos.

"Só com certificado é que você tem a certeza que o produto é orgânico, livre de impurezas, e sendo assim, você vai ter as pessoas certas pra você comprar e vai ter venda garantida porque o que está a venda no mercado é o que qualquer um esta dizendo que é orgânico", afirma a comerciante Valdeci.

A professora de yoga Janaína Pereira de Queiroz sempre gostou de consumir produtos orgânicos com base na própria necessidade ela virou comerciante, produz Paes orgânicos e quer garantir os clientes dela que tudo que faz está livre dos agrotóxicos. "Já estou com toda a documentação da certificação pra levar ao consumidor produtos com o que eu gostaria de estar consumindo", diz Janaína. 

Acesse o link a seguir e confira a reportagem sobre o assunto: http://eptv.globo.com/emissoras/emissoras_interna.aspx?293826

Fonte: EPTV.com - Caminhos da Roça

Busca:
Dólar:
Euro:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2020 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda