1 1
Tendências e Mudanças no Mercado da Alimentação

Brasil Food Trends 2020 – Este foi o tema do encontro na Fiesp; que analisou as tendências e demandas dos consumidores locais e mundiais. O evento aconteceu nesta terça-feira, 17, das 8h às 13h30, em São Paulo.

O trabalho é uma parceria do Instituto de Tecnologia dos Alimentos – Ital/Apta, Secretaria de Agricultura com o Deagro – Departamento de Agronegócio da FIESP. A proposta foi iniciar um amplo debate sobre as tendências do segmento de alimentos e bebidas para os próximos anos, analisando as diversas modificações que já estão ocorrendo.

As atividades brasileiras ligadas ao setor de alimentos e bebidas estão, atualmente, inseridas num cenário internacional competitivo, composto por consumidores cada vez mais exigentes com produtos e serviços. Inovação e estratégias de mercado são as senhas para que as empresas acertem em seus investimentos, principalmente as de pequeno porte.

A ocasião também serviu para o lançamento do livro Brasil Food Trends 2020: tendências internacionais que influenciarão o setor de alimentos no Brasil – uma agenda estratégica do setor de alimentos. O enfoque principal são os desejos dos consumidores, mais informados e convictos daquilo que querem.

Foram apontadas no evento os 05 principais grupos de tendências no mercado da alimentação; a saber: Sensorialidade e Prazer; Saudabilidade e Bem-estar; Conveniência e Praticidade; Confiabilidade e Qualidade; Sustentabilidade e Ética.

As tendências de “sensorialidade e prazer” estão relacionadas com o aumento do nível de educação, informação e renda da população, entre outros fatores. Essa tendência dissemina as receitas regionais e os produtos étnicos, cria o interesse pela harmonização de alimentos e bebidas, novas texturas e sabores. De modo geral, destacam-se os foodies, consumidores aficionados por novos produtos e novas experiências em torno da alimentação. Entretanto, cada vez mais preocupados também com a saúde e a forma física, o que tem levado à demanda por produtos que sejam saborosos, mas também saudáveis.

As tendências da “saudabilidade e bem-estar” originam-se em fatores tais como o envelhecimento das populações, as descobertas científicas que vinculam determinadas dietas às doenças, bem como a renda e a vida nas grandes cidades, influenciando a busca de um estilo de vida mais saudável. São diversos os segmentos de consumo que estão surgindo a partir dessas tendências, dentre os quais destacam-se a procura por alimentos funcionais, produtos para dietas e controle do peso, bem como o crescimento de uma nova geração de produtos naturais que estão se sobrepondo ao segmento de produtos orgânicos.

As tendências de “conveniência e praticidade” são motivadas, principalmente, pelo ritmo de vida nos centros urbanos, e das mudanças verificadas na estrutura tradicional das famílias, fatores que estimulam a demanda por produtos que permitem a economia de tempo e esforço po parte dos consumidores. “A hegemonia dos supermercados está em cheque” – disse Alexandre Vasconcellos; Diretor de Tecnologia do Grupo Pão de Açucar. A tendência mundial é a descentralização e a busca da praticidade; através da aquisição do produtos em mercearias e lojas de bairro. Entretanto, essas tendências convergem com as necessidades de saudabilidade e bem-estar, resultando no aumento da demanda de alimentos convenientes, tais como bebidas a base de frutas, snacks de vegetais, iogurtes etc.

Os consumidores mais conscientes e informados tendem a demandar produtos seguros e de qualidade atestada, valorizando a garantia de origem e os selos de qualidade, obtidos a partir de boas práticas de fabricação e controle de riscos. Desses fatores tratam as tendências de “confiabilidade e qualidade”.

Além da exigência com a qualidade de produtos e processos, as tendências de “sustentabilidade e ética” tem provocado o surgimento de consumidores preocupados com o meio ambiente e também interessados na possibilidade de contribuir para causas sociais ou auxiliar pequenas comunidades agrícolas por meio da compra de produtos alimentícios.

Todos os grupos de tendências apresentados, reforçam a demanda por alimentos orgânicos; mais saboros e nutritivos, comercializados de preferência regionalmentes e valendo dos preceitos do comércio justo; certificados por institutos confiáveis, cultivados respeitando os recursos naturais; em grande parte pela agricultura familiar.

Acesse na íntegra a publicação "Brasil Food Trends 2020" através do link: http://www.brasilfoodtrends.com.br/Brasil_Food_Trends/index.html

Fonte: Site Chácara de Orgânicos
 

Busca:
Dólar:
Euro:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2020 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda