top of page

Tradicional Encontro de Viveiristas conclui mais uma edição de sucesso

Evento recebeu participantes de todo o país e foi marcado por muita inovação e conhecimento



No dia 7 de dezembro, a cidade de Holambra, no interior de São Paulo, sediou o 20º Encontro de Viveiristas, promovido pela Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM). O evento, que já se consolidou como referência nacional no segmento, contou com uma edição especial em parceria com o Instituto Brasileiro de Horticultura (IBRAHORT) e a Associação dos Produtores e Distribuidores de Hortifrúti do Estado de São Paulo (APHORTESP).

 

O encontro foi marcado este ano, não somente pela união estratégica entre as principais instituições do cenário hortícola nacional, como também pelo retorno ao formato presencial e pela programação inédita e inovadora, com novas temáticas e uma visita técnica em um viveiro de flores local. O evento teve a presença de participantes vindos de todo o Brasil, interessados em obter atualização profissional e realizar networking.

 

Na abertura, o Secretário Executivo da ABCSEM, Aryan Schut, ressaltou a importância da iniciativa e destacou o compromisso das entidades envolvidas em proporcionar uma experiência enriquecedora para os viveiristas. "Estamos celebrando duas décadas de conhecimento compartilhado e aprendizado mútuo. É uma oportunidade única para aprimorar práticas e promover o crescimento sustentável do setor. Nosso objetivo aqui foi reunir o máximo de forças para fazer o setor conversar. Juntamos os elos da cadeia – sementes, mudas e produção –, para gerar conexões, defender o que é necessário e resolver os problemas juntos também", afirmou.

 

Na sequência, o Diretor Executivo do IBRAHORT, Manoel Oliveira, reforçou a necessidade do trabalho colaborativo e de como o uso da tecnologia na produção de mudas e cultivo protegido tem sido fundamental para o setor. “A gente vem discutindo, cada dia mais, a importância de trabalharmos todos os elos da cadeia. Além disso, temos visto a importância dos viveiros como fator estratégico do sucesso da cadeia de hortaliças. Por isso, decidimos somar forças para a realização deste evento e, também, para que ao longo de 2024 possamos contribuir efetivamente para o desenvolvimento da cadeia”, disse.

 

Já o Diretor Executivo da APHORTESP, Renato Abdo, complementou explicando que a entidade criou inclusive um Comitê Gestor de Viveiros, que vem mapeando as demandas e estudando o segmento, a fim de detalhar quais ações devem ser realizadas para fortalecer o desenvolvimento da cadeia de produção de mudas de hortaliças. Ele também enfatizou que “ninguém faz nada sozinho” e que considera isto como uma premissa básica para alavancar o setor. “É muito importante trabalharmos com aqueles que estão na ponta da nossa cadeia produtiva, para alcançarmos de forma estratégica um crescimento sólido e escalável. A união institucional é fundamental para este trabalho que está sendo feito em prol de todo o setor”, argumentou.

 

O evento contou também com o apoio de diversos patrocinadores: Bandejas Mingoti, Carolina Soil, Dafitec, Injertec Brasil, JKS Agro, Pindstrup, Rijk Zwaan, Sakata, Seminis, Takii Seed e Top Seed.

 


DEPOIMENTOS

 

Alguns viveiristas, que estiveram presentes no evento, compartilharam um pouco de suas vivências profissionais na área e também de seus objetivos e percepções em relação à participação no evento. Confira abaixo:


“Eu já acompanho o Encontro de Viveiristas da ABCSEM desde a pandemia, que vem acontecendo de forma virtual. E nesse ano eu achei bem interessante que surgiu essa proposta de ser presencial. A troca de informações foi excelente e ajudará muito para melhorarmos enquanto viveiro e enquanto profissionais também”, disse a viveirista Renata Barbosa da Silva, do Viveiro AgroMudas, situado na cidade de Jaíba (MG).

 


“O intuito de eu ter vindo no evento foi procurar novas tecnologias e melhoramento para o nosso viveiro, além de pesquisar mais sobre o mercado de mudas, porque como no viveiro a gente fica muito sobrecarregado, então não conseguimos sair muito, mas cada vez que tem um evento como esse, a gente tenta vir para adquirir conhecimento e aplicar na nossa gestão para melhoramento do viveiro. A gente sempre busca o melhoramento também para poder atender os produtores da nossa região o mais rápido possível, levando mudas de qualidade”, afirmou o viveirista Alex Prado de Matos, do Viveiro Vitória, localizado em Mogi das Cruzes (SP).

24 visualizações0 comentário
bottom of page